quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

"A poesia não tem grades" na BE Dr. Azeredo Perdigão

Hoje, na Biblioteca Escolar Dr. Azeredo Perdigão, as turmas do 6.º A e 6.º G encontraram-se com Filipe Lopes, autor do projeto “A Poesia não tem grades”.  Filipe Lopes utiliza a leitura, a escrita e as artes para trabalhar, com reclusos, a inclusão social e a promoção de valores de cidadania.
Os Direitos Humanos foram o mote deste encontro, promovido em parceria com os docentes de Educação Moral e Religiosa Católica.
A Convenção dos Direitos do Homem remonta a 1950, mas ainda hoje os nossos Direitos são tantas vezes violados.
“Afinal de contas não temos todos direito a um nome? Então porque é que tantas vezes somos tratados por um número? Não cometemos todos erros? Pagamos a nossa dívida à sociedade e continuamos a ser vistos como ex-reclusos? Porque temos tantos preconceitos pré-concebidos?”.  Estas foram algumas das questões abordadas ao longo de uma sessão de partilha, reflexão, leituras, questões e respostas.  
À semelhança de Jean Giono em “O Homem que Plantava Árvores”, Filipe Lopes plantou hoje, na escola Dr. Azeredo Perdigão, sementes. Aguardamos excelentes frutos!

Obrigada pela visita e pela partilha inspiradora! 


Sem comentários:

Enviar um comentário